Malditos sejam todos os covardes set23

Malditos sejam todos os covardes

Essa imprecação é dita por ninguém menos que John (Jack) Falstaff, um dos mais apaixonantes, se não o mais apaixonante dos personagens de Shakespeare, tanto que é o único que aparece em quatro peças do bardo. Falstaff é uma espécie de fanfarrão filósofo, brincalhão, sempre com uma caneca de vinho na mão, amigo do príncipe Hall, futuro rei Henrique V. Ele chama de covardes seus próprios amigos que o abandonaram na floresta, após uma brincadeira. Pois muito bem, trago essa sentença de volta porque ela cabe como uma luva nesse momento terrível que estamos vivendo. Talvez essa maldição, pelo menos num primeiro momento,...

Ocidente Decadente mar08

Ocidente Decadente

Se você ainda não pintou os dentes, colocou silicone nos seios, nádegas ou pernas, pôs botox no rosto, piercing em algum lugar do corpo, ou fez tatuagem, então você precisa se reciclar, você está fora de moda, e no dizer – inocente – do rei Roberto Carlos, nos anos 60, “você está ficando démodé”! Pois saiba que a estupidez cosmética tomou conta da sociedade. O deserto de ideias, a falta de amor e união, a força da tecnologia, o desespero inconsciente que tomou conta do ocidente, estão obrigando as pessoas a modificarem seus corpos para cobrir sua nudez existencial.   Isso é exposto nas Redes Sociais, a praga dos...

Saudades de John Lennon out09

Saudades de John Lennon

Quem sabe eu não deveria estar escrevendo sobre as canalhices do mafioso Carlinhos Cachoeira, sobre o ex-vestal Demóstenes Torres, da festa nababesca de 2,5 mil convidados do condenado a trinta e cinco anos de prisão – mas continua solto – Luiz Estevão, da guerra entre os pastores evangélicos e a comunidade gay, do futuro da Venezuela, da bomba nuclear iraniana, do Wikileaks e Bradley Manning, da luta dos estados brasileiros pelos royalties do petróleo, da guerra civil na Síria, da seca no Nordeste e de tantos outros problemas que afligem a humanidade nesse momento! Lembrando que falei do papa no artigo anterior. No entanto, eu...