Brasileiros e Troianos jun05

Brasileiros e Troianos

  “Que há de espantoso? Existe, num governo vigilante, uma providência que conhece quase até o último grão de todo o ouro de plutão, que encontra o fundo de golfos incomensuráveis, que toma lugar ao lado do pensamento, e, quase como os deuses, desvela a ideia em seus mudos berços. Há na alma de um Estado uma força misteriosa de que a História jamais ousou ocupar-se e cuja operação sobre-humana é inexprimível pela palavra ou pela pena. Todo intercâmbio que tiveste com Tróia é para nós perfeitamente conhecido…”. A sentença acima foi escrita em 1612 e está na peça Tróilo e Créssida, uma das ultimas...

Os 73 Anos do fim da Segunda Guerra Mundial maio02

Os 73 Anos do fim da Segunda Guerra Mundial

Terça-feira, dia 8 de maio de 2018, a humanidade festeja o fim da Segunda Guerra Mundial — o conflito ainda iria até 14 de agosto no oriente, com os aliados lutando contra o Japão ­— com a rendição incondicional da Alemanha. Durante seis longos anos, mais de cem milhões de soldados combateram num conflito que envolveu os cinco continentes. No final, mais de sessenta milhões de pessoas estavam mortas – não há consenso sobre o número real, que pode chegar a oitenta milhões. Entre os mortos, vinte e sete milhões eram soviéticos. Quem mais sofreu foi a Polônia, que perdeu 15% de sua população. Europa e Ásia estavam...

Bruce Lee, a China e o Brasil fev02

Bruce Lee, a China e o Brasil

Nesses tempos sombrios, em que o Brasil é governado por um bando de sem-vergonhas, por organizações criminosas entranhadas nos três poderes da República, em que a safadeza e a corrupção são imperativos, tudo que escrevermos e dissermos sobre o tema aparenta fraqueza – pois só o povo nas ruas pode calar esses canalhas tratados por excelência –, resolvi escrever sobre outra coisa, sobre alguém, aparentemente, bem distante de tudo isso: vou falar de Bruce Lee. Bruce Lee, isso mesmo! Por que Bruce Lee? Que diabos tem a ver um ator, lutador de kung Fu, que morreu quase meio século atrás, com as mazelas do Brasil, um país...

Huxley e Shakespeare – Admirável Mundo Novo dez08

Huxley e Shakespeare – Admirável Mundo Novo

A belíssima sentença Admirável Mundo Novo que dá título ao livro de Aldous Huxley, e que, quase todo mundo pensa que é de sua autoria, na verdade, pertence a Shakespeare. Não que Huxley tenha tentado se apropriar dela, longe disso, ele a pôs na primeira página de seu famoso livro como uma citação shakespeariana. Mas, como o livro já passou dos oitenta anos, e goza de enorme prestígio, sendo um clássico, a verdade sobre a autoria da frase já se perdeu. Essa belas palavras são ditas pela jovem Miranda, na peça A Tempestade, uma das últimas de Shakespeare. Miranda morava isolada numa ilha com o pai, duque de Milão, que fora...

Os Defenestrados ou a Revolta da Braguilha nov22

Os Defenestrados ou a Revolta da Braguilha

A palavra defenestrado deriva de “finestra”, janela em italiano. Significa, literalmente, jogado pela janela. Ou seja, foi destruído, morto. A prática de defenestrar, matar pessoas, jogando-as pela janela, fato que pode acontecer em qualquer lugar, vem da antiga Boêmia, que no século XX virou Tchecoslováquia, e atualmente chama-se República Tcheca. Segundo o historiador Martin Gilbert, o ato de defenestração ocorreu pela primeira vez na sangrenta Guerra dos Trinta Anos, sendo repetida na Primeira e Segunda Guerras Mundiais e mesmo em outras ocasiões. Pois muito bem, nos nossos dias, a palavra Defenestrado tem significado...

Atenção ladrões e outros criminosos out13

Atenção ladrões e outros criminosos

Atenção ladrões, corruptos, golpistas, falsificadores, estelionatários e criminosos em geral, a hora é de vocês. Aproveitem a maré! O que antes ainda era dúvida, agora é certeza. Ontem, o Supremo Tribunal Federal ao julgar o caso do senador Aécio Neves, depois de uma votação empatada em 5 x 5, sua presidente, Carmen Lúcia, liberou, com seu voto de minerva, para que o crime como conduta de vida seja um privilégio de um grupo. Basta que, para isso, adquiram um mandato popular. Ou seja, virem deputado, governador, Senador essas coisas. Com um diploma desses na mão, vocês, a partir de agora, serão uma espécie de James Bond ao...

O Massacre de Las vegas/Denver out05

O Massacre de Las vegas/Denver

Escrevi esse artigo tem cinco anos. Nada mudou nos E.U.A. Las Vegas tem mais de 500 lojas de venda de armas! O massacre de Denver, nos Estados Unidos da América, é estúpido, cruel, brutal, mas, ao mesmo tempo, compreensível, e nos perguntamos por que os americanos podem ficar surpresos com essa barbárie? As lágrimas do presidente americano pelas vítimas do massacre é uma hipocrisia. O que aconteceu lá é produto de um fenômeno de dissociação de alguns que não sabem mais o que é realidade e o que é ficção. Um jovem de cabelo pintado de vermelho entra pela porta de emergência de um Cinema, usando máscara, um colete à prova...